Pages Menu
A experiência do intercâmbio: acertos e desacertos

A experiência do intercâmbio: acertos e desacertos

Sempre quis fazer intercâmbio, não apenas para aprender melhor a língua ou para me divertir como se não houvesse amanhã. Sempre quis fazer intercâmbio para mudar de contexto. E agora, com a chegada desses 6 meses morando no Canadá, eu tenho a certeza de que essa experiência está sendo uma das mais enriquecedoras que tive até agora.

Acho que o primeiro acerto que fiz, foi escolher fazer o intercâmbio! Nova casa, novos colegas, novos professores, novo emprego, tudo é novo. Em relação a minha nova casa, foi um desacerto e um acerto, ao mesmo tempo. Decidi morar com uma Host Family, justamente por não ter que me preocupar com comida, por ter alguém que possa me orientar, por conhecer os costumes de uma família canadense e por só poder me comunicar em inglês com eles. Mas Host Family é como uma roleta russa, você nunca sabe o que pode sair. E infelizmente, minha primeira Host Family foi péssima. Não tive uma boa convivência com eles e consegui mudar de família após 4 meses. E que mudança que foi! Estou agora morando com o André, com uma senhora fofíssima, como ele já disse, e estou muito feliz!

Morar com uma Host Family também foi um acerto na parte financeira. A bolsa oferecida pelo CNPq mostrou-se mais que suficiente para viver nessa cidade de alto- custo. Porém, o dinheiro só sobra, já que não tenho que fazer supermercado todo mês, nem tive que mobiliar a casa. Sei, pelo relato dos outros brasileiros que estão aqui, que a bolsa é a conta quando se mora sozinho.

Amigos da Kwantlen, Canadá

Amigos da Kwantlen, Canadá

Outro acerto foi a Universidade! Apesar de fazer matérias de cursos diferentes, tive a oportunidade de ver como é a metodologia empregada pelos professores, a infraestrutura da Kwantlen Polytechnic University e como é o cotidiano em uma sala de aula canadense. E a conclusão que cheguei foi que, apesar da infraestrutura da universidade daqui ser imensamente superior, o restante é muito parecido. Inclusive os canadenses são muito simpáticos, mesmo sendo bem mais quietos que os brasileiros. Outra coisa que fiquei impressionada com a Kwantlen é a diversidade de cursos oferecidos e o suporte que a universidade dá para atividades extracurriculares dos estudantes; tanto que fiz aulas grátis de kick-boxing e jiu-jitsu!

A Universidade também oferece uma equipe para auxiliar os estudantes internacionais. Essa equipe, que tem uma funcionária brasileira, não só ajuda nos momentos de matrícula, mas também com outros aspectos importantes, como documentação, seguro saúde e estágio. Na parte do estágio, essa equipe ajudou bastante no primeiro contato com as empresas que selecionei, o que me ajudou a conseguir o estágio na empresa Dish Jeans. Essa empresa foi outro acerto nesse intercâmbio, já que estou vivenciando como é o funcionamento de uma pequena empresa no Canadá.

O intercâmbio está sendo uma experiência incrível, com muito mais acertos, mais vantagens, mais experiências positivas, do que eu esperava! Claro, que a saudade de casa é um desacerto que sempre aparece, mas que passa logo com essa loucura que está sendo morar aqui no Canadá!

Bandeira canadense

Bandeira canadense

Science World Museum, Canadá

Science World Museum, Canadá

360 Tower

360 Tower

Yaletown

Yaletown

Sorvete na Granville Island

Sorvete na Granville Island

Espetáculo do Cirque du Soleil

Espetáculo do Cirque du Soleil

Praia de Burnaby Heighs

Praia de Burnaby Heighs

Primavera em Vancouver

Primavera em Vancouver

Stanley Park

Stanley Park