Pages Menu
Até o ano que vem!

Até o ano que vem!

Já se passaram 8 meses desde que cheguei em Eugene e posso dizer que passaram voando! Estou quase na metade do intercâmbio, que são de 18 meses e já vivi boas histórias pra contar. São várias experiências novas em muito pouco tempo. A começar pelo choque entre as culturas. Quando cheguei fiquei perdido. Era tudo novo: casa, amigos, diversões, entretenimentos, língua, entre outros. Voce sai da sua zona de conforto para desfrutar uma vida completamente diferente da que voce estava acustumado a ter. Isso é muito bom porque abre a sua mente para diversas questões, mas ao mesmo tempo a saudade aperta em alguns momentos. Mas são apenas algumas fases que passam rápido. Fora isso, é tentar aproveitar ao máximo esse curto intervalo de tempo.

Nos dois primeiros períodos o inglês foi muito importante para que eu entrasse para a universidade. 6 meses foram ideias. 3 é pouco e 9 acho que já é muito. Ponto para a equipe do Ciência sem Fronteiras que soube organizar o tempo pra gente. O curso em si eu nao achei bom, mas a maneira como nós estudamos foi fundamental para aumentar nossa experiência com a língua. Amigos novos de todas as partes do mundo, atividades complementares e passeios foram fundamentais para colocar em prática a língua inglesa. Me sinto muito mais confiante com a língua.

Passado o curso de inglês, o meu primeiro “termo” na universidade de Oregon foi outra experiência bacana até aqui. Peguei duas matérias de design de Produto e uma no departamento de Artes. No Senior Studio I fizemos um projeto para participar de um concurso sobre produtos domiciliares. Similar a prática projetual oferecida pelo curso da ED. O professor era muito bom, dava feedbacks muito coerentes e mostrava que realmente tinha experiência com design de produto. Na Design for Use, aprendemos como aplicar o Design de uma forma mais coerente e objetiva. Fizemos alguns trabalhos curtos interessantes mas acho que o professor muitas vezes se perdia na aula embora tinha um cronograma rigoroso que foi cumprido. Acho que ficou devendo um pouco na qualidade do conteúdo. Mas mesmo assim foi interessante. A matéria de Introdução a Cerâmica acho que foi a que eu arrependi de ter pego porque não foi o que eu estava esperando. Mexi com um tipo de cerâmica que eu não estava acostumado a usar e não me dei bem. Porém, aprendi diversas técnicas e a professora era muito boa, o que me motivou bastante. O fato de o aluno poder escolher as matérias e quantos créditos quer fazer, ajuda bastante a montar o curso de acordo com os seus interesses. Sinto falta disso na UEMG.

Outro lado muito importante que o intercâmbio pode nos oferecer são as viagens. Conheci lugares que nunca imaginei que um dia fosse conhece e que me proporcionaram momentos de alegria, diversão e inspiração.

Ou seja, uma experiência incrível e muito rica em todos esses aspectos. Agora é continuar estudando que ano que vem tem mais. E mais frio também! Um excelente ano novo pra todos!

Ricardo Gusman | Ultimo termo do ano na Universidade de Oregon - Fall Term

Ricardo Gusman | Ultimo termo do ano na Universidade de Oregon – Fall Term