Pages Menu
Budapeste, primavera nos dentes

Budapeste, primavera nos dentes

O segundo semestre começou com tudo, depois de uns dias fora de Budapeste viajando no primeiro mês do ano, retornei com tudo já diferente, muitos amigos já tinham partido, minha casa com novas pessoas, parecia uma segunda fase diferente começando, o que era de fato. O aumento da temperatura e o clima de primavera já estava no ar, fevereiro foi o último mês de sofrimento com as baixas temperaturas, que a partir de março rapidinho foi trocado pelas folhas e flores nas ruas, as roupas mais leves, os dias mais longos e posso dizer que até mais sorrisos nos rostos.

Senti também que a sensação de viver e estar aqui já estavam concretizadas, a bela cidade de Budapeste naturalmente perdeu a impressão de novidade de primeira viagem, se tornando algo como realidade minha aqui. Saudades do Brasil são grandes, mas posso dizer que estou mais do que em casa, já sou parte disso tudo aqui. Já não me sinto perdido em diversas situações, a cidade já é minha amiga, estou no mesmo ritmo, e adorando. Com o calor que já bateu na porta tudo está da melhor forma que eu poderia esperar.

Esta faculdade que tive a sorte de me inscrever só me traz oportunidades e pessoas interessantes e tenho tentado aproveitar o máximo que der. Mesmo não tendo acesso a todas as áreas diretamente, se procurarmos nossos professores para algo diferente do que é oferecido, é possível o nosso acesso.

Aula de escultura, Hungarian University of Fine Arts.

Aula de escultura, Hungarian University of Fine Arts.

Exercício retrato

Exercício retrato

A gente e o Feribaci, modelo da disciplina Escultura

A gente e o Feribaci, modelo da disciplina Escultura

Resolvi adicionar um novo ´assunto´ à minha grade e encarar a área da escultura neste semestre, tudo tem sido muito divertido, o professor atencioso que só. Começamos com experimentações de relevo na cerâmica, mais para ter um aprendizado inicial com as ferramentas e o material em si. Depois disso, continuamos o trabalho desenvolvendo pela primeira vez um retrato em tamanho real. Semanalmente o mesmo modelo, um senhor de idade muito gente boa, posa para nós alunos para que sua feição fosse copiada. É uma matéria que não teria muita relação com o meu currículo no Design Gráfico na UEMG, mas que certamente me traz outras aptidões.

Estúdio de Fotografia

Estúdio de Fotografia

Fotografia experimental, negativo

Fotografia experimental, negativo

Um dos professores da faculdade disponibilizou gratuitamente filmes, câmeras e produtos químicos para que trabalhássemos nossa aprendizagem da fotografia experimental e analógica e a revelação dos nossos próprios filmes em laboratório, outra área experimental a que nos foi dado acesso.

Após o primeiro mês de aula deste segundo semestre, percebi que metade do tempo em Budapeste já tinha ido, e seria rapidinho até que tudo passasse de vez. Tenho lutado contra isso, porque tem voado, mais do que deveria, o insistente tempo.