Pages Menu
“E aí? Como foi o seu intercâmbio?”

“E aí? Como foi o seu intercâmbio?”

O título desse post é, de longe, a frase que mais escutei desde que voltei para o Brasil. E respondê-la fica cada dia mais difícil, não sei se vou conseguir um dia expressar com palavras o que vivi e senti nesse um ano de intercâmbio. Não sei nem como começar a responder essa pergunta. “Foi bom, foi ótimo” é tão simples, mas descrever os detalhes é mais complexo do que parece.

Os últimos dias de intercâmbio foram intensos: despedir dos amigos, da faculdade, arrumar malas, resolver documentações e contas… Uma sensação de nostalgia, saudade antecipada e ao mesmo tempo de ansiedade para reencontrar com as pessoas queridas no Brasil.

De repente me vi em casa, aliviada, rodeada de amigos e família, como se nada tivesse acontecido. Andei pela cidade, conversei sobre o que aconteceu na vida de cada um enquanto eu estava do outro lado do oceano. Eu estava mesmo lá? Tem certeza que não foi só um sonho? A familiaridade dos lugares, dos rostos faz parecer que nunca fui embora. Só sei que fui porque não sou mais a mesma, o que aprendi no intercâmbio mudou minha perspectiva.

Chega a hora de adaptar, de retomar o que foi deixado aqui. Os casos engraçados e curiosos sobre as viagens na mesa de bar diminuem, depois de um tempo são poucos os interessados em ouvir “como foi o intercâmbio”. Porém as lembranças não param. O sonho foi real, mas só quem viveu tem certeza disso.

Despedida

Despedida