Pages Menu
“E você deixou sua filha ir???”

“E você deixou sua filha ir???”

Quando eu converso com meus pais, eles sempre dizem que alguém com quem eles toparam na rua lhes fizeram essa pergunta.

Pois é. “Me deixaram ir.”

No meu primeiro post eu estava cheia de medos e inseguranças. Hoje eu percebo que sou mais madura do que eu achava que era.

É claro que nem sempre é fácil estar a doze horas de viagem longe de casa; às vezes machuca um pouco, e é complicado lidar com os vários sentimentos. Sentimento de impotência quando notícias ruins chegam a você ou a vontade de estar “mais presente” nos momentos felizes, por exemplo.

E, falando em felicidade, acho que essa é a palavra que melhor tem descrito minha estadia aqui. Hoje eu não posso mensurar o quanto estou agradecida. Profissionalmente e pessoalmente.

Pessoalmente porque todos os dias me sinto querida pelas pessoas que estão no Brasil. Porque aqui eu posso dizer que comecei do zero e estou construindo algo positivo. Porque tenho a sorte grande de me sentir todos os dias em uma família – os brasileiros com quem convivo são mais que maravilhosos.

: O Natal, uma data na qual eu pensei que ficaria mal, foi um dia muito feliz principalmente pelo fato de eu ter ficado com eles. Mas como nunca conseguimos tirar uma foto com todo mundo, faltam quatro pessoas

O Natal, uma data na qual eu pensei que ficaria mal, foi um dia muito feliz principalmente pelo fato de eu ter ficado com eles. Mas como nunca conseguimos tirar uma foto com todo mundo, faltam quatro pessoas.

Profissionalmente porque estou em contato com uma forma diferente de ensino e isso me faz perceber as coisas de outros ângulos possíveis. Porque aprendo e, ao mesmo tempo, trago da minha bagagem brasileira alguma coisa de valor para meus colegas. Porque valorizo ainda mais a minha universidade brasileira, que me deu uma forte base para ser a estudante que eu sou. ( E o meu tutor daqui sempre fala da qualidade da formação que tive no Brasil.)

Obrigada aos meus professores por vocês SEREM presentes

Obrigada aos meus professores por vocês SEREM presentes

Essa bolsa é, até agora, a coisa mais legal que conquistei.

Bem, comecei o post falando de coisas que os meus pais me dizem. Eles também sempre dizem para eu ter juízo. Como comprovado na foto abaixo, é o que eu mais tenho.

“Juízo, Ariane.” “...”

“Juízo, Ariane.” “…”