Pages Menu
Escolhas e escolhas

Escolhas e escolhas

A primeira etapa do processo do Ciência sem Fronteiras é a escolha de um destino. São tantos lugares diferentes, cada um com o seu charme e toque especial, que decidir para onde ir pode ser mais difícil do que se imagina. É claro que existem sempre aqueles que você parece ter mais afinidade ou possui uma certa paixão. Inicialmente meus planos eram ir para a Itália. Já estava certo na minha cabeça que por um ano Roma-amoR seria minha casa, que passaria a falar mais com as minhas mãos do que com a voz, tinha até aceitado engordar uns 15 quilos pra poder comer todos os estilos de macarrão, queijos, pizzas e gelatos.

Me imaginando na Itália...

Me imaginando na Itália…

Mas dessa vez o universo não conspirou a meu favor. Quando eu fui me inscrever, o edital pra lá não estava aberto. Ai você me pergunta: “e por que não esperar até abrir Izabela?!” Na verdade eu não sei bem o porque, talvez por preguiça ou falta de paciência, ou quem sabe era aquela vontade de mudar que bate forte depois de estar parado em um mesmo lugar há muito tempo. Indiferente de qual motivo me levou a continuar, naquele momento eu tinha que decidir para onde ir.

Depois que a minha primeira opção ficou fora do jogo, minha cabeça se dividiu em dois lados. Um queria ir para os Estados Unidos, viver em uma daquelas universidades gigantes e maravilhosas que a gente só vê em filme, e outro queria ir para o Reino Unido, terra de grandes nomes e lugares incríveis. Fiquei nessa dúvida cruel até o último dia possível! Decidi vir para a Europa.

Primeira opção, London, é claro, cidade do mundo, símbolo da arte e design, quem não gostaria de morar lá?! Segunda opção, Londres também. A minha terceira e última era Cardiff, e que só foi diferente porque fiquei com medo de pensarem que eu não estava escolhendo pela universidade e sim pela cidade. Depois de uma espera agonizante, descobri que iria para a capital do País de Gales. Em um primeiro momento não fiquei muito contente, mais uma vez fiquei imaginando mais do que devia. Masss, a medida que eu pesquisava mais e mais sobre o lugar, mais ele ia crescendo no meu coração (aaahhãããnnnn). E quando eu cheguei aqui todas as minhas incertezas pareciam nunca ter estado em mim. Cardiff é uma cidade única, super pequena e aconchegante, ao mesmo tempo em que possui uma energia e movimento de uma grande metrópole, “it’s the best of both worlds!” (CYRUS, 2009).

Com certeza não estou no lugar onde a um ano atrás pensava que estaria. Na verdade nem sabia que Cardiff existia a um ano atrás. A vida nunca é como nós imaginamos. Às vezes ela te surpreende e te leva a lugares incríveis, tornando a realidade muito melhor.

Cardiff, País de Gales

Cardiff, País de Gales

Cardiff, País de Gales

Cardiff, País de Gales