Pages Menu
Estudando na The New School

Estudando na The New School

Já estou em Nova York há quase três meses! Estou estudando illustration na Parsons – The New School for Design e estou gostando muito! Posso dizer que uma das coisas mais legais e impressionantes de Nova York é poder estudar em uma universidade tão bacana! Eu demorei para entender que na verdade a Parsons funciona como uma escola, dentro da universidade. É quase como se a Parsons fosse um departamento de design, que funciona como a ED funciona para UEMG, mas mesmo assim o sistema é ainda um pouco diferente. Aqui na New School temos 7 escolas além da própria Parsons: tem a Mannes School of Music, a School of Public Engagement, a The New School for Social Research, o Eugene Lang College of Liberal Arts, a School of Jazz e a School of Drama.

Corredores do University Center

Corredores do University Center

Sobre os intercambistas do Brasil, temos alunos que vieram dos cursos de arquitetura e de design. É gente do Brasil inteiro, e somamos quase 40. Como as majors (como são chamados os cursos de graduação aqui), são um pouco diferentes das que temos aí, todo mundo foi meio que realocado, dependendo das áreas de interesse. Para quem veio do design, temos alunos estudando nos programas (ou majors) de illustration, communication design, design and technology e product design. Enquanto o pessoal da arquitetura, está dividido nos programas de architecture design ou urban design. Eu estou no programa de illustrtation. O que não foi uma escolha minha. Eles provavelmente me encaixaram nessa major por conta do meu portfólio (que era composto basicamente de desenhos), e também com base nos interesses sobre os quais eu escrevi nas minhas redações que fiz ao aplicar pra cá. O programa de ilustração daqui não tem muito a ver com design. Em teoria, eles conseguem traçar uma linha bem definida entre o que estudamos na ilustração e o que os demais alunos estudam em communication design e design and technology. Mas a parte boa de ser uma aluna de intercâmbio é que você tem a liberdade de quebrar essas fronteiras acadêmicas e cursar matérias de outras majors sem maiores complicações. Neste período, eu estou cursando quatro matérias, que somam 12 créditos, o mínimo que um aluno regular pode fazer. Foi bem difícil escolher o que estudar, e um pouco frustrante, por que no fim das contas, você fica mais inclinado a cursar o que o seu advisor (que é uma espécie de guru acadêmico) te indica. O ritmo das aulas é bem acelerado. As matérias chamadas aqui de “estúdios” tem duração total de 6h/aula semanais (geralmente com um intervalo grande para o almoço, quando acontecem durante o período da manhã), e as outras aulas das demais matérias em geral têm 3h de duração. Assigments, que são tarefas extra-classe que valem nota, são passados semanalmente, em todas as matérias, e é preciso realmente se esforçar para dar conta de tudo. Com relação à presença em sala de aula, os professores também são bastante rigorosos. Atrasos em algumas aulas contam como faltas, e é preciso ficar bem atento à isso. A matéria que eu mais gosto se chama Language and Letterform, e aborda o uso da tipografia combinado com ilustrações. Nela, já tivemos a oportunidade de desenhar posters, páginas de livro, páginas de jornal e outras coisas bem próximas do design gráfico, que é o que eu estudo aí no Brasil. Em geral, os professores valorizam muito o trabalho manual, a experimentação e o desenvolvimento de ideias é em muitas vezes mais incentivado e valorizado do que a técnica. Os professores parecem entender que a proficiência da técnica vem com a prática e o tempo, mas cobram bastante os alunos do que diz respeito ao pensamento conceitual. Outro ponto que considero também bastante positivo é que em sala de aula, a atividade de crítica é bastante exercitada, porque além dos professores sempre opinarem abertamente sobre os trabalhos de todos os alunos, eles incentivam todas as pessoas da classe a fazer o mesmo e a expressar a sua opinião. Na minha primeira semana de aula, compareci a uma aula por engano, e tive a sorte de poder apresentar o meu portfólio para o Frank Olinsky, designer que elaborou o projeto de identidade visual da MTV na década de 80. Foi muito bom ter essa experiência e ter a chance de obter um feedback de um profissional como ele!

Ilustrações

Ilustrações

Trabalho desenvolvido para a disciplina Core Studio 3D

Trabalho desenvolvido para a disciplina Core Studio 3D