Pages Menu
Fim de Ano

Fim de Ano

Depois de três meses em Londres, o ano está chegando ao fim. Olhando pra trás, vejo que vivi e aprendi muita coisa nesse tempo. Com tantas mudanças e novas experiências, tenho certeza que cresci, amadureci e me tornei mais forte do que quando deixei BH. Sei que ainda há muito mais pela frente, mas vou tentar resumir esse primeiro período aqui e compartilhar com vocês meus erros, acertos, surpresas e frustrações.

Surpresas

Me virei bem morando sozinho

Acho que a maior mudança, ou pelo menos a mais imediata, foi me mudar pra longe dos meus pais. Pra mim, que vivi sempre em casa com meus pais e irmãos, não estava claro como lidaria com essa nova realidade. No final das contas, me dei super bem e me adaptei rapidamente com a distância, bem como às novas atividades de dono de casa. Passado o primeiro choque de realidade, sinto que estou aproveitando bem e curtindo as diferenças desse estilo de vida.

Não, não me senti sozinho

Outra coisa que foi uma surpresa positiva foi a questão de amizades e companhias. Sempre há um frio na barriga em relação a isso quando saímos do nosso círculo de amizades e vamos passar um tempo longe. Mas, desde o começo, vi que estava cercado de pessoas legais e não foi difícil desenvolver verdadeiras amizades aqui.

Acertos

Organizei bem minhas finanças

Ninguém duvida que a parte financeira é uma área chave na vida de intercâmbio, mas vejo que muitos encontram dificuldades ao longo do caminho por falta de controle e organização. Sabendo disso, me preparei para conhecer meu novo perfil de despesas e rapidamente pude organizar um orçamento mensal que funciona perfeitamente pra mim. Além de ter controle total dos gastos, consegui planejar meses a frente, preparando viagens e economias gerais.

Dei o meu melhor na universidade

Com todas as novidades, é fácil perder de vista os estudos durante esse tempo. Como em qualquer fase da vida acadêmica, não precisa de muito esforço pra fazer o mínimo e deixar o tempo e energia com outras coisas. No geral, fiquei satisfeito com meu empenho nos trabalhos e projetos aqui na Middlesex, e investindo esforço neles, consegui apresentar resultados relevantes. Ainda tem muito ano letivo pela frente, e espero continuar no ritmo, absorvendo tudo o que puder.

Não me rendi a congelados

De todas as tentações, talvez a preguiça na alimentação seja a mais forte. Sem dúvida, é muito trabalhoso cozinhar todos os dias e dispendioso manter uma dieta relativamente saudável. Mas tenho certeza que fiz a escolha certa de evitar ao máximo congelados, instantâneos e fast food. Assim, não só aproveito para aprender a cozinhar e ter refeições muito mais ricas, como também fujo dos males de uma alimentação pobre.

Erros

Fiquei tempo demais em casa

Não consegui pensar em muitos erros, o que é um ótimo sinal, mas isso é uma coisa que me incomodou bastante esses meses. Londres é uma cidade enorme, vibrante e infinita em atividades, e mesmo assim sinto que não aproveitei bem o tempo pra conhecê-la do jeito que deveria. O mesmo vale para viagens que, embora sejam mais complexas que um passeio no centro, sinto que perdi algumas boas oportunidades de visitar cidades e países próximos.

Frustrações

Falei mais português que inglês

Infelizmente. Antes de vir pra cá, estava convencido que ia quebrar todas as travas de linguagem e voltar fluente no inglês. Entretanto, a realidade não foi muito bem essa. Apesar de estar imerso no país que a língua é falada, sinto que minha relação com ela ainda é superficial, limitada a breves diálogos ao longo do dia. A minha universidade tem 112 brasileiros, e na minha sala somos pelo menos um quarto da turma, e por isso achei muito difícil sair desse círculo e realmente conversar em inglês com os outros colegas. Não é de todo ruim, já que muitos trabalhos são em grupo e nenhum dos meus flatmates são brasileiros. Mas mesmo assim, sinto que tenho melhorado, mas não o suficiente.Bom, espero conseguir continuar acertando nos pontos que mencionei, e consertar aqueles que ainda não cheguei lá. Olhando pra frente, sei que ainda tem muito pra acontecer, e me preparo a fim de viver o máximo de cada oportunidade.

Fim de ano...

Fim de ano…