Pages Menu
Fui, voltei, fui, mas já tô de volta… mas daqui a pouco vou de novo

Fui, voltei, fui, mas já tô de volta… mas daqui a pouco vou de novo

Tem rolado muitos rolês e muitos workshops por aqui, uma delícia. O que não significa que não esteja rolando muita trabalheira uma correria de leve pra não perder o hábito, afinal, ser estudante e ter algumas noites de sono mal dormidas vem incluso no pacote.

Essa faculdade tem sido quase uma mãe do lado de cá e nos levou pra uma exposição ótima em Nottingham para vermos trabalhos de Alan Kitching, Paul Rand e outras figuras que serão sempre fontes de inspiração pra qualquer pessoa que faça da palavra design parte da sua vida. Nessa exposição tivemos a chance de ver trabalhos pessoalmente que nunca imaginei que imaginei ter a oportunidade. Por esses e outros motivos, às vezes ainda fica meio difícil acreditar que a gente tá aqui mesmo. Independente da correria (que já já dou mais detalhes) o fato de estarmos aqui e vivendo tudo isso ainda faz meu coração bater mais forte.

IBM

IBM

Não posso deixar de mencionar que encontramos uma Ariane por aqui. Foi até meio engraçado encontrar alguém do nosso dia a dia da UEMG em um habitat tão diferente, haha. E como uma ótima guia, ela nos fez companhia e nos levou pra passear por aquela cidade linda.

Em Nottingham

Em Nottingham

Dentre todos os lugares que fomos, não posso deixar de mencionar a Rough Trade. Um pedacinho de paraíso para todos os amantes de música repleta de todos os tipos de CD’s e vinis (dentre outras coisas que a loja vende) onde é possível desenterrar todo tipo de tesouro.

Rough Trade

Rough Trade

Um pouco depois fomos à Leeds pra uma voltinha e não sei se é o outono ou se é sempre assim, mas tava tudo tão bonito. Como não conhecíamos nada lá e não tínhamos nenhum itinerário, eu e Renata decidimos explorar a cidade andando sem rumo e nos perdermos nas belezuras que a cidade tinha a nos oferecer. Andamos, nos perdemos, nos achamos e no final tudo correu muito bem. Conhecer cidades assim me fez perceber que Lincoln foi minha escolha certa. Todos os lugares em que fui até agora são lindos, mas o fato de nada estar a mais de 15 minutos de caminhada de casa fazem dessa cidadezinha perfeita.

<3.jpg

<3.jpg

Logo após Leeds, fomos conhecer a capital, porque Londres é uma parada essencial nesse nosso trajeto. Essa viagem eu deixo pro próximo texto porque acho que tenho coisas demais pra falar da imensidão que tudo é lá.

Mas em meio a tudo isso, estávamos em semana de entrega de projeto e as viagens foram ótimas pra distrair e dar uma esfriada na correria. Mas semana de entrega de trabalho não muda. Aqui ou em BH ou em qualquer lugar, na semana de entrega de trabalhos todos estão com uma cara de poucos amigos e com olhos fundos por conta do stress. Apesar de uma ou outra noite virada (como de costume), me senti muito mais tranquilo que o normal. Tirando o medinho bobo de ter que apresentar o trabalho em outra língua com uma platéia de falantes nativos, tudo correu muito bem!