Pages Menu
Hora de Aventura – Parte XIII: Halloween

Hora de Aventura – Parte XIII: Halloween

Halloween foi uma das datas mais emocionantes que já passei nesse pais maravilhoso, também conhecido como Canadá. As pessoas realmente se empolgam e se divertem. O meu dia começou em um evento da Universidade no qual fizemos pumpkin carving e tivemos um concurso de fantasia. Logo depois disso, tive a experiência de dar doces para as crianças na porta da minha homestay e para finalizar o dia fui jantar em um restaurante muito maneiro.

 Os migo tudo | André Vitarelli

Os migo tudo | André Vitarelli

Pumpkin carving é algo mais difícil do que se parece, principalmente quando não se tem as habilidades necessárias para fazê-lo. Tudo começa retirando todo o recheio com uma faca e uma concha. Logo depois passa-se a trabalhar no desenho que você deseja fazer na abobora. A maioria das pessoas fazem uso de um stencil para isso, principalmente quando o objetivo é realizar algo mais apurado e complexo.

SEM ROSTO

SEM ROSTO

Frida, Abóbora

Frida, Abóbora

Foi uma experiência muito divertida, principalmente, porque logo em seguida dessa atividade começou o concurso de fantasia no qual eu e Isadora ou melhor Diego e Dora conseguiram o terceiro lugar e ganharam uma caixona de bala haha.

FRIDA KAHLO

FRIDA KAHLO

Nicolaaaaaa

Nicolaaaaaa

Os vencedores do concurso de fantasia

Os vencedores do concurso de fantasia

Depois desse dia incrível na Universidade voltamos para casa para vivenciar outra experiência de Halloween: os trick-or-treaters. Demos chocolates e doces para crianças super fofas e fantasiadas.

Mais à noite quando saímos para jantar é que tive a noção do quão grande é esse dia aqui. Praticamente todo mundo no meio da rua estava fantasiado, e não eram fantasias quaisquer, elas eram muito bem feitas e divertidas. Podia-se ver de tudo, indo dos personagens mais derivados, passando por personalidades, até animais e muito mais. Mas, a pessoa que mais marcou esse coração, que estava entupido de tanto chocolate, foi a que se fantasiou de lustre, ou seja, colocou uma cúpula de abajur gigante na cabeça e saiu por ai.

Chegando no restaurante Japonês damos de cara com um ambiente super decorado, atendentes fantasiadas e potes de bala para os clientes.

Foi assim que passei o meu dia. Foi super divertido, descontraído e recheado de balas e doces. Até a próxima aventura.

Dora

Dora

Diego

Diego

Abóbora vencedora do concurso

Abóbora vencedora do concurso