Pages Menu
Primeiras impressões da Espanha e do País Vasco

Primeiras impressões da Espanha e do País Vasco

Oi! Meu nome é João Cezar, estudo Design Gráfico na Escola de Design e estaria no 8º período se não estivesse fazendo intercâmbio. Passarei o próximo ano em Bilbao estudando Creación y Diseño na Universidad del País Vasco, também chamada de Euskal Herriko Unibertsitatea (UPV/EHU).

Cheguei na Europa via Madrid e aproveitei para conhecê-la um pouco antes de ir de fato para o País Basco. Sem dúvida, o que mais me chamou atenção ao chegar foram a arquitetura e o urbanismo da cidade. Pelo menos na região central, você vê monumentos, parques e outros pontos turísticos por toda parte. Tudo é grandioso, detalhado, planejado e imponente. É fácil se deslocar dentro do centro e o fluxo de carros é bem reduzido se comparado ao centro de Belo Horizonte. Uma cidade muito turística, miscigenada e aberta.

Puerta del Sol | Madrid | Espanha

Puerta del Sol | Madrid | Espanha

Já o não tão popular País Basco é bem diferente. Em geral, tudo que se sabe da região é sobre o grupo terrorista ETA, que durante anos, lutou pela independência da região, mas desde 2010 não faz mais ataques e hoje luta por seus objetivos junto a grupos políticos.

País Basco é o nome dado a uma região entre Espanha e França, onde vive o povo basco que conserva até hoje sua rica cultura original, destacadas pelo nacionalismo e pela língua Euskera, que não se parece com nenhuma outra.

Cartaz Euskera | Bilbao | País Basco

Cartaz Euskera | Bilbao | País Basco

Depois de quase desaparecer, o idioma basco voltou a ser ensinado nas escolas como forma de afirmação nacionalista, hoje é uma língua viva e você a vê, com frequência no dia a dia, em placas, folders e na boca de adultos e crianças. Inclusive, na UPV, para cada matéria, existem turmas onde se leciona em castelhano ou euskera.

Outro detalhe interessante é a siesta. Mais ou menos entre 14h e 16h30 o comércio vai fechando e as ruas vão ficando vazias. É difícil de se acostumar se você tem que resolver alguma coisa a tarde. Fica parecendo domingo.

Ouvi falar que chove na maior parte do ano por aqui, mas agora no verão faz um calor absurdo e a cidade respira festa. Em agosto, por exemplo, aconteceu a principal festa de Bilbao chamada Semana Grande ou Aste Nagusia em basco. Originalmente a festa celebra a Assunção de Nossa Senhora. Mas o que se vê nos nove dias de festa são as ruas tomadas por multidões, fogos de artifício, baterias que lembram olodum e gigantones (bonecos humanos com cerca de 4m) sendo levados pelas comparsas (konpartsak), que são grupos tradicionais que fazem coros, fanfarras e danças durante a festa.

Pelo que vi até agora o povo basco é bem festeiro e alegre. Depois da siesta, os parques e praças ficam cheio de crianças, enquanto os adultos e velhos ficam nas cafeterias e bares. As pessoas trabalham, mas sem abrir mão do descanso.

Bilbao é uma cidade que soube ser grande sem perder a qualidade de vida.