Pages Menu
Protesto no Museu

Protesto no Museu

Aos poucos começo a entender o que é morar numa “cidade global”. A diversidade de idiomas, os corredores com comida do mundo todo nos supermercados e o espanto ao conhecer pessoas realmente nascidas em Londres já viraram parte do meu dia-a-dia.

No dia 11 de novembro, revisitei a exposição Disobedient Objects, que fica até fevereiro de 2015 no Victoria & Albert Museum, e tive essa sensação de estar no olho de um furacão mais uma vez. A exposição aborda movimentos sociais ativistas de todas as partes do mundo e seu papel determinante na conquista de direitos e liberdades. A curadoria enfatiza que os objetos expostos não foram criados por designers e artistas, e sim por pessoas coletivamente usando o design com as próprias mãos para fazer uma mudança no mundo, muitas vezes em condições inadequadas e sem os recursos necessários, mas sempre com clareza e criatividade.

Disobediente Objects, Victoria & Albert Museum

Disobediente Objects, Victoria & Albert Museum

Fotografei algumas peças que me chamaram a atenção na exposição:

Carta de Zulu Whitmore e Zu-Tag

Carta de Zulu Whitmore e Zu-Tag

Kenny Zulu Whitmore está preso na Angola, a maior penitenciária de segurança máxima dos EUA desde os anos 1970. Desde então, permanece em confinamento solitário devido às suas convicções políticas. Ele cria colares sobre a sua causa como forma de protesto e de conseguir apoio.

“Greeting Any People:

I am Kenny Zulu Whitmore, presently incarcerated in the L.A. state penitenciary Angola, the larges maximum security prison in the U.S.A., home to six thousand men, the majority serving sentences of life without the possibility of parole. In 1975 at the age of twenty I was arrested and charged with accounts of armed robbery and one count of murder. I was wrongfully convicted and setenced to life plus 225 years at hard labor. I have now been incarcerated 39 years and 3 months. Bu because of my political beliefs and my affiliation in the Black Panther Party I have spent the last 35 years in solitary confinement. Torture by any other name is still torture.

With my time here in solitary confinement I put my creative energy to work and created and designed the “Free Zulu Zu-Tag” to symbolize my struggle for my freedom. The freedom that was stole from me 39 years and 3 months ago. I am now 60 years old.

The free zulu zu-tag is made of stainless steel and comes a chain so it can me worn as a necklace. The zu-tag symbolizes Hope, Providende and Faith. Hope: That my brilliant legal teal are diligent in their search for the evidence that will exonerate me of these false charges; Providence: That my Creator continue to bless me with good health, strength and the foresight to turn all my hopes and dreams into reality; Faith: is being sure of what you hope for and certain of what you do not see will come to pass is faith.

Never surrender hope.

Zulu”

Book Blocs

Book Blocs

Parece um trocadilho, mas é uma idéia genial: escudos em formato de livros coletados em manifestações em cidades diversas.

Revolta inglesa

Revolta inglesa

Dois exemplos da revolta inglesa, “I wish my boyfriend was as dirty as your policies”, em um protesto contra cortes de orçamento para a educação, e o carimbo que foi usado nas notas de libras que critica o crescimento desigual de renda. Tem um texto de apoio “não estamos te incentivando a carimbar suas notas pois isso é ilegal, mas use o carimbo como preferir”.

LGBTQ e Feminismo

LGBTQ e Feminismo

Guerilla Girls, um coletivo fantástico sobre mulheres e arte, um unicórnio e “anything is possible”.

Espaço colaborativo

Espaço colaborativo

Nessa parede, os visitantes são convidados a deixar material das próprias lutas, e tem coisas do mundo todo. Da primeira vez que eu vi a exposição ela estava bem vazia. Não achei nenhum adesivo brasileiro ainda!

Stencils com materiais diversos

Stencils com materiais diversos

A causa palestina e o lenço icônico também estão na exposição.

Dispositivo para evitar a separação dos manifestantes pelos policiais

Dispositivo para evitar a separação dos manifestantes pelos policiais

Nessa peça, um vídeo é exibido sobre o objeto feito de canos que dificulta a separacão dos manifestantes pela polícia. Você pode experimentar o uso da peça.

Capitalismo é a crise

Capitalismo é a crise

O museu tem um acervo enorme além das exposicões temporárias como essa. Destaque pra seção de trabalhos em ferro e a coleção de joalheria. Acho que levaria umas 10 visitas bem longas pra conhecer tudo que está exposto lá.

O V&A fica próximo a estação South Kensington do metrô, que é a estação dos museus. Descendo na mesma estação, você pode visitar também o Natural History Museum e o Science Museum. Numa caminhadinha curta pela Brompton Road, vc chega na Harrods, uma das lojas mais icônicas de Londres.