Pages Menu
Saudades

Saudades

E a saudade? É muita! Confesso que antes de embarcar no meu intercâmbio não imaginei que sentiria tanta saudade das pessoas que amo, achei que um ano passaria fácil longe da família e de outras pessoas queridas e que seria bem natural me adaptar distância. Foi só ao chegar aqui, e com o passar dos meses, que percebi o quanto sinto falta de ter quem eu gosto ao meu lado.

A saudade é, principalmente, das pessoas, mas não só delas, também sinto falta da minha cidade, amada Belo Horizonte, que valorizo muito mais depois que me mudei, saudade do meu bairro, da minha casa, meu quarto, minha cama. A distância faz com que mesmo as mais pequenas coisas sejam mais notadas e valorizadas, e até mesmo lembrar do pão de queijo da padaria do meu bairro faz o coração bater mais forte.

Acho que, as vezes, é preciso se afastar um pouco para visualizar a beleza das coisas. Uma das coisas mais importantes que aprendi durante a minha experiência de intercâmbio na Holanda é que hoje eu estimo muito mais pelas coisas que tenho em minha vida, pelo lugar aonde nasci, pela cultura a qual pertenço.

Agradeço a Holanda por ter me recebido tão bem e ter me ensinado muito, principalmente, academicamente, fico muito feliz por ter viajado e conhecido cidades e culturas tão incríveis, mas a verdade é que, casa é casa, e é onde o coração está.

Nos próximos meses que ainda tenho aqui na Europa, pretendo estudar e viajar bastante para aproveitar o finalzinho dessa etapa. E ir segurando a saudade que estou das montanhas, do carnaval, da música, do pão de queijo, e das pessoas que tenho no coração.

Afinal, tudo isso estará lá quando eu voltar.