Pages Menu
Um pouco do meu dia a dia em Florença

Um pouco do meu dia a dia em Florença

Desde que cheguei em Florença, a experiência mais incrível que tive (e tenho) é sem dúvida aprender italiano nessa cidade maravilhosa. Não é apenas aprender o idioma, mas sim pratica-lo e ouvir 24 horas por dia essa língua extremamente romântica e melódica. Ainda mais quando você sente que encontrou um povo bem similar ao brasileiro: são calorosos e simpáticos, posso arriscar também dizer felizes. A educação e a cordialidade não faltam aqui, bem como a disposição em ajudar. Isso tudo faz com que o meu dia a dia aqui seja magnifico e pra sempre memorável.

Viver em Florença é fácil. Apesar de não ter um metro (afinal é uma cidade pequena), os ônibus aqui atendem as necessidades e, particularmente, prefiro conhecer a cidade inteira a pé. Por exemplo, não vale a pena pegar ônibus para ir a escola. Eu moro na área residencial de Florença, a 20 minutos do centro e é muito mais interessante caminhar e observar a cidade do que pegar um ônibus que demora apenas 5 minutos. A cidade é pequena mas, sem dúvida, é belíssima! Ah, e aqui acontece uma coisa muito interessante e que já aviso desde já: não aluguem bicicletas, por que aqui o pessoal rouba sem dó e piedade! O motivo é que o centro da cidade, onde as pessoas trabalham e onde estão os turistas é o único lugar que não se pode entrar de carro sem uma autorização especial. Resultado: as bicicletas e as Vespas (sim!) são constantemente roubadas para serem vendidas no mercado negro da cidade por que são as únicas que podem entrar no centro.

Meu jeito de curtir essa cidade ;)

Meu jeito de curtir essa cidade 😉

Lula, o xodó da minha Homestay!

Lula, o xodó da minha Homestay!

Entretanto, para os brasileiros que chegam na cidade, Florença não oferece problemas, mas é importante lembrar que não são todos os italianos que falam inglês. E NÃO, eles NÃO entendem português hahahahaha. Pode ser que entendam o espanhol, mas a nossa língua pode ser bem complicada para eles. Além disso, devo lembrar que para aqueles que querem morar em Florença, a cidade é como uma cidade do interior do Brasil, entretanto com um forte aspecto cultural e turístico. Não é uma cidade grande onde se faz muita coisa, na verdade aqui, se você não tomar cuidado, é fácil você criar uma rotina monótona, mas você pode fazer amizades e sair para as festas a noite (toda quarta tem uma Festa Latina aqui na cidade <3 ).  Então, se você escolher essa cidade como destino do seu intercambio, tenha isso em mente. Não que seja ruim, eu não me arrependo NUNCA de vir para cá, mas devo reforçar que a escolha do pais destino do seu intercambio deve ser feita com atenção aos seus objetivos.

Outra coisa que deve estar atento aqui na Itália é COMIDA! VOCÊ VAI ENGORDAR, QUERENDO OU NÃO! É um fato. Não conheço ninguém que não tenha engordado pelo menos 1 kg depois que chegou aqui, e a razão é simples: Comida italiana é muito deliciosa!!! Em um restaurante no centro, por exemplo, com 7 Euros você pode comer um belo Spaghetti ala pomodoro! Ou talvez com 10 Euros você coma uma bela Bisteca Fiorentina. Mas atenção: BISTECA É FIORENTINA ahahaha. Digo isso por que ela é realmente boa aqui.

Piazza della Libertá, perto de onde moro

Piazza della Libertá, perto de onde moro

Enfim, sou apaixonada por essa vida na Itália. Viver aqui não é difícil, estou numa casa maravilhosa com uma família encantadora! Tenho meu próprio quarto e divido a casa com mais 4 intercambistas no momento: uma panamense, uma colombiana e duas australianas. Nossos jantares são incríveis, tendo sempre direito a Primo Piatto e Secondo Piatto, além de um belo Gellato no final! Gastamos horas conversando em italiano (e um pouco de inglês por causa das australianas) e isso faz com que eu pratique cada vez mais o que eu aprendo. Tenho que agradecer a Deus por essa chance incrível que estou tendo aqui! Espero que um dia algum de vocês se interessem também em fazer a mesma coisa. Por que se aventurar no mundo sozinha é uma experiência incrível e impagável!

Bacci per tutti!

Ciao!

Florença, Piazzale Michelangelo

Florença, Vista da cidade desde a Piazzale Michelangelo em 2013