Pages Menu
University of East London

University of East London

Uma das coisas que mais me deixou feliz em estar aqui é a facilidade e a quantidade de opções de ter seu trabalho impresso. Apesar de não ser a melhor universidade do Reino Unido, a University of East London (UEL) possui uma estrutura invejável, principalmente, para nós designers.

Um dos prédios da East Building, UEL

Um dos prédios da East Building, UEL

Com público bem internacional, a UEL, como qualquer lugar em Londres, tem gente de todo canto do planeta. Isso é bem interessante durante as aulas, ter estudantes japoneses, chineses, indianos, americanos, gregos na mesma turma de design é uma ótima ferramenta de referência.

Vista do pátio central da universidade, em frente à Royal Docks, um porto do rio Tâmisa.

Vista do pátio central da universidade, em frente à Royal Docks, um porto do rio Tâmisa.

Parte da estrutura é terceirizada: temos dentro do campus um Costa Café — a maior rede de café do Reino Unido, — um Starbucks, a John Smiths, uma papelaria/lanchonete, além da lanchonete da universidade.

Cada departamento da UEL é separado em um prédio, bem no padrão brasileiro. Exatas normalmente será na East Building, por exemplo. Design, em geral, é ensinado no prédio AVA (Architecture & Visual Arts). Nele os cursos de Product Design, Graphic Design, Architecture, Fashion Design e Fine Arts são ensinados.

As aulas mais práticas de Graphic Design ocorrem no Studio, que é nada mais que uma sala de aula um pouco mais liberal. Em vez de carteiras, temos grandes mesas com várias cadeiras. A sala é decorada com lâmpadas retrô e sofás, um pinboard que vai de canto a canto com referências. Sempre colam trabalhos de alunos nas paredes também. Uma parede é reservada ao projetor, caso necessário. O Studio tem uma impressora A2/A3 colorida, uma impressora preta que imprime a 600 dpi e um Risograph — nunca tinha visto este aparelho no brasil, é basicamente um aparelho que faz serigrafia automaticamente e bem rápido e perfeito, mas gasta uma tela por impressão, é bem bom para fazer muitas cópias do mesmo, e tem cores especiais. — Todas estas máquinas são de livre acesso aos estudantes, e isso ajuda muito.

Graphic Design Studio, painel de referências e impressoras.

Graphic Design Studio, painel de referências e impressoras.

Todo o prédio é bem designer, cheio de trabalhos de alunos e referências nas paredes, anúncios de eventos que ocorrerão, etc.

Corredores do AVA

Corredores do AVA

”Uma área mais aberta do prédio é reservado para alunos de arquitetura e design de produto trabalharem; lá podem projetar, esculpir, montar seus projetos e expô-los por lá. Conta com pranchetas, vários cubículos para privacidade e como qualquer prédio de Design, vários projetos visíveis no caminho.

Área de Architecture & Product Design, com trabalhos de alunos.

Área de Architecture & Product Design, com trabalhos de alunos.

Caso alunos não tenham computadores, o prédio tem 6 salas de informática com iMacs e uma Digital Darkroom, que é basicamente uma sala com computadores com monitores calibrados para precisão de impressão, impressora e guilhotina.

Digital Darkroom

Digital Darkroom

Finalmente, minha parte preferida: a oficina de impressão. Nela os alunos podem usar as máquinas de serigrafia ou relevo, marcar horário para serem instruídos em como usar as máquinas, e pagar somente a limpeza das telas. Está sempre movimentado, é necessário chegar cedo se quiser algo impresso, mas vale a pena. Várias cores especiais, fluorescentes e relevo seco podem ser feitas aqui.

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Oficinas de impressão

Sem sombra de dúvidas vou sentir muita falta da University of East London quando for embora. Já ganhou meu coração, está sendo uma fase bem experimental para mim, e estou aprendendo muito aqui!